Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Obra Missionária’

Presidente Thomas S. Monson, no centro, e seus conselheiros, Presidente Henry B. Eyring, à esquerda, e Presidente Dieter F. Uchtdorf pausam para uma foto no Centro de Treinamento Missionário depois de uma reunião sacramental em que estavam presentes os novos presidentes de missão e suas respectivas esposas em 28 de junho de 2015.  Fotografia: Gerry Avant.

O Presidente Thomas S. Monson tem um grande amor pelos missionários, pelos presidentes de missão e respectivas esposas e pelo trabalho que realizam.

Esse amor ficou evidente quando falou a 126 casais que participaram de uma reunião sacramental ao término do Seminário para Novos Presidentes de Missão 2015.

Os líderes das missões e suas respectivas esposas receberam instruções das Autoridades Gerais no Centro de Treinamento Missionário de Provo de quarta-feira, 24 de junho, a domingo, 28 de junho. Eles devem apresentar-se à missão que lhes foi designada em 1º de julho.

O Élder Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, que dirigiu a reunião sacramental, disse que o Presidente Monson discursa para todos os grupos de novos presidentes de missão e respectivas esposas há pelo menos 43 anos. (mais…)

Read Full Post »

THOMAS E. ROBINSON III

Uma pequena inspiração pode mudar a vida das pessoas para melhor.

Ilustrações: David Malan

Como novo missionário no Japão, eu tinha muita dificuldade para entender as pessoas, que dirá para conhecê-las. Foi difícil aprender a amar pessoas que eu nem sequer conhecia, principalmente quando eu não compreendia o que diziam. Mas me esforcei muito para mostrar meu amor por elas e fiquei grato pelo empenho delas de vir até mim.

Todas as semanas, meu companheiro e eu ganhávamos um pão caseiro de uma senhora da ala chamada irmã Senba. Ela demonstrava seu amor pelos missionários fazendo pão caseiro e escrevendo bilhetinhos carinhosos.

Fiquei tocado por alguém se importar comigo. Senti-me inspirado a mostrar minha gratidão a ela de alguma maneira, por mais singela que fosse. Escrevi-lhe um bilhete expressando como era grato por ela e pelos sacrifícios que ela e sua família faziam para ajudar os missionários. Ficamos amigos, e passei a considerá-la uma segunda mãe. (mais…)

Read Full Post »

O grande objetivo da experiência de um missionário é definido pelo seu propósito: convidar as pessoas a virem a Cristo.

A campainha constante, rítmica do despertador corta o apartamento tranquilo. 6:30 outra vez — o início de mais um dia. Outro dia de estudo, oração, planejamento, trabalho, ensino, ajuda e serviço. Mais um dia para acalentar. Outro dia como missionário.

Quando cada um dos mais de 75.000 missionários de tempo integral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias se levanta a cada dia, muitas atividades e experiências diferentes podem esperar dele ou dela — aulas, visitas e reuniões; planos que fluem com tranquilidade e planos que passam sem se realizar; aceitação e rejeição; e muito trabalho árduo e oração.

Ao longo de tudo isso, a linha comum da vida na missão é o propósito do missionário: “Convidar as pessoas a se achegarem a Cristo, ajudando-as a receber o evangelho restaurado por meio da fé em Jesus Cristo e em Sua Expiação, do arrependimento, do batismo, de se receber o dom do Espírito Santo e de perseverar até o fim” (Pregar Meu Evangelho, 2004, p. 1). (mais…)

Read Full Post »

Jared R. Moon
Seminários e Institutos

Em minha missão, uma escritura decorada fazia grande diferença durante uma lição.

Decorar nunca fora fácil para mim, mas quando meu presidente de missão desafiou todos nós a decorar o testemunho de Alma em Alma 5:45 – 46, exerci um pouco de fé e comecei a decorar as palavras de Alma. Levou algumas semanas e um pouco de esforço em meu estudo de manhã, mas eu consegui.

Alguns dias depois meu companheiro e eu estávamos ensinando um grupo de estudantes universitários, que começou a fazer-nos algumas perguntas incisivas. Um rapaz olhou para mim e perguntou: “Você realmente acredita tudo isso?” O testemunho de Alma irrompeu em minha mente, e comecei a prestar meu testemunho, usando muitas de suas palavras: “Eu sei que estas coisas que [nós] falamos são verdadeiras. E como supondes que eu tenho certeza de sua veracidade? (…) Elas me foram mostradas pelo Santo Espírito de Deus. (…) Jejuei e orei durante muitos dias, a fim de saber estas coisas por mim mesmo. E agora sei por mim mesmo que são verdadeiras, porque o Senhor Deus mas revelou por seu Santo Espírito; e este é o espírito de revelação que está em mim”.

As palavras de Alma tinham-se tornado minhas palavras também. O Espírito confirmou-as suavemente em meu coração ao falá-las. As palavras também tiveram um efeito imediato sobre as pessoas que estávamos ensinando. Seu coração se abrandou. Naquele momento experimentei as bênçãos de decorar uma passagem das escrituras. As palavras de Alma continuam a ser amigas e um consolo para mim quando preciso delas.

Três Motivos para Decorar

Aqui estão três razões para estudar e decorar as escrituras como parte de seu aprendizado:

1. Decorar passagens das escrituras pode ajudá-lo a compreendê-las melhor. O Élder Gene R. Cook, dos Setenta disse: “Descobri que muitas vezes você não entende completamente uma escritura até que a decore. E, às vezes, decorei uma passagem porque parecia muito importante e valiosa para mim — então, depois, descobri que os significados mais profundos que eu nem sabia estavam lá“ (Searching the Scriptures: Bringing Power to Your Personal and Family Study [Estudo das Escrituras: Trazer Poder para o Seu Estudo Pessoal e Familiar], 1997, p. 114).

Rapaz lendo estas escrituras2. As passagens decoradas podem fornecer-lhe ajuda, consolo, inspiração e motivação. O Élder Richard G. Scott, do Quórum dos Doze Apóstolos, explicou: ”Uma grande força pode advir com a memorização das escrituras. Quando decoramos uma escritura é como se fizéssemos uma nova amizade. É como descobrir um novo amigo que pode ajudar-nos na hora da necessidade, proporcionar inspiração e consolo, e ser uma fonte de motivação para a mudança necessária” (“O Poder das Escrituras”, A Liahona, novembro de 2011, p. 6).
3. As escrituras decoradas podem adicionar poder às palavras que usa para ensinar outras pessoas. Como explicou o Élder Scott: “Quando as escrituras são utilizadas da maneira que o Senhor ordenou que fossem registradas, elas têm um poder intrínseco que não pode ser descrito quando são parafraseadas” (“Ele Vive”, A Liahona, janeiro de 2000, p. 105). “As escrituras dão força de autoridade a nossas declarações, quando são citadas corretamente“ (“O Poder das Escrituras, p. 6).

Ajuda Com a Memorização

Encontre atividades online para ajudá-lo a decorar versículos de domínio das escrituras do seminário em sm.lds.org.

Compartilhe Sua Experiência

Que escrituras você já decorou que ajudaram a defender suas crenças?

 

Fonte: lds.org/youth

Read Full Post »

Com a ajuda de uma amiga, uma jovem em situação difícil encontra esperança no evangelho de Jesus Cristo.

Read Full Post »

Older Posts »