Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Preparação Física’ Category

Créditos do site LDS.org.

Créditos do site LDS.org.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias lançará “Meu Plano” (nome em português a ser confirmado), um recurso para missionários retornados, em agosto de 2015, num esforço para ajudar os missionários com a transição na volta para casa.

O programa online é projetado para missionários utilizarem antes, durante e depois de suas missões. O objetivo do curso foi delineado em LDS.org, em que os missionários poderão definir e atingir metas. Os missionários obterão acesso a esse recurso desde o recebimento de seu chamado. Enquanto os missionários finalizam seu serviço, eles poderão criar um plano pós missão que poderá ser compartilhado com os pais e líderes.

“Meu Plano”, contará com oito experiências de aprendizagem que serão realizadas em momentos específicos ao longo da missão e após voltarem para casa.

Mais informações no site em português ainda estão por vir. Para mais informações, visite o site LDS.org.

Read Full Post »

O grande objetivo da experiência de um missionário é definido pelo seu propósito: convidar as pessoas a virem a Cristo.

A campainha constante, rítmica do despertador corta o apartamento tranquilo. 6:30 outra vez — o início de mais um dia. Outro dia de estudo, oração, planejamento, trabalho, ensino, ajuda e serviço. Mais um dia para acalentar. Outro dia como missionário.

Quando cada um dos mais de 75.000 missionários de tempo integral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias se levanta a cada dia, muitas atividades e experiências diferentes podem esperar dele ou dela — aulas, visitas e reuniões; planos que fluem com tranquilidade e planos que passam sem se realizar; aceitação e rejeição; e muito trabalho árduo e oração.

Ao longo de tudo isso, a linha comum da vida na missão é o propósito do missionário: “Convidar as pessoas a se achegarem a Cristo, ajudando-as a receber o evangelho restaurado por meio da fé em Jesus Cristo e em Sua Expiação, do arrependimento, do batismo, de se receber o dom do Espírito Santo e de perseverar até o fim” (Pregar Meu Evangelho, 2004, p. 1). (mais…)

Read Full Post »

Presidente Palmenio C. Castro
Presidente Missão Brasil Porto Alegre Sul

Em Alma 36:24, lemos: “Sim, e desde aquela ocasião até agora tenho trabalhado sem cessar para conseguir trazer almas ao arrependimento; para fazer com que elas experimentem a intensa alegria que eu experimentei; para que também nasçam de Deus e encham-se do Espírito Santo”. Alma expressa de uma forma especial seu desejo intenso de compartilhar o evangelho a fim de levar alegria para a vida das pessoas. Um pouco antes, no capítulo 29, versículo 2, ele havia também manifestado os desejos de seu coração quando disse; “Sim, declararia a todas as almas, com voz como a do trovão, o arrependimento e o plano de redenção, para que se arrependessem e viessem ao nosso Deus, a fim de não haver mais tristeza em toda a face da terra”.

De fato, existe muita tristeza na Terra e somente o evangelho de Jesus Cristo, que abençoa a nossa vida, proporcionará a verdadeira alegria. As verdades do evangelho restaurado são tão preciosas que transformarão a vida daqueles que as aceitarem, assim como transformaram a nossa, dando sentido a esta existência terrena. Quanto mais gratos formos pelas bênçãos do evangelho em nossa vida, mais aumentará o desejo de compartilhar o evangelho. (mais…)

Read Full Post »

 7.000 missionários brasileiros – Élder Cláudio R M Costa

 

 


O papel dos Bispos e do Conselho da Ala – Bispo Oliveira

 

Sistema de Acompanhamento de Futuros Missionários – Élder Eduardo Gavarret

 

Instruções aos Bispos – Élder Cláudio R M Costa


A influência de mães e pais – Irmã Sônia Denyszczuk


A responsabilidade dos Presidentes da Estaca – Élder Jairo Mazzagardi


A autossuficiência Missionária – Élder Cláudio R M Costa

(mais…)

Read Full Post »

Élder Jairo Mazzagardi – dos Setentas

Ao longo dos anos, tenho visto com muita admiração as bênçãos na vida daqueles que servem como missionários de tempo integral. Vejo o progresso, a mudança de vida e até o rumo eterno que tomam.

Quando me batizei, eu já era casado e pai de dois filhos. Nunca pensei que um dia poderia servir missão.

Ao chegar em casa com minha esposa, numa tarde tranquila, nosso filho mais novo disse: “Pai, o Thomas ligou”. Sem entender de onde vinha essa ligação, perguntei-lhe: “Que Thomas?” Ele respondeu: “O Thomas Monson”.

Foi um choque muito grande e mil coisas passaram em minha cabeça em minutos. O telefone tocou novamente e do outro lado uma voz conhecida das conferências perguntou por mim e por minha esposa.

A vida era boa, tudo ia tão bem, e de repente tudo estava de cabeça para baixo. Foi em janeiro de 1990. O chamado inesperado era para largar tudo e servir por três anos. Depois ficamos sabendo que deveríamos abrir uma missão em Salvador, na Bahia.

Os três anos passaram muito rapidamente e 21 anos já se passaram desde o término daquela missão, porém o que permaneceu conosco é muito gratificante.

Hoje vemos o quanto a missão mudou a vida de centenas de nossos missionários. A grande maioria concluiu os estudos e tem uma profissão honrosa. Quinze deles são médicos, outros são engenheiros, advogados, empresários, mas principalmente bons maridos, bons pais e bons servos de Deus; servindo em muitos chamados na Igreja.

Olho para trás e vejo aqueles que deixaram de ser missionários tendo condição de servir. Sua vida está vazia, sem expressão e triste, enquanto os que deixaram família, estudos, namoradas ou noivas a fim de servir missão estão radiantes, cheios de vigor físico e espiritual.

Deus tem um plano, sim, um plano de felicidade para mim e para você. Dele certamente faz parte uma missão de tempo integral. Não é à toa que seguidamente ouvimos o testemunho de ex-missionários dizendo que foram os dois melhores anos da vida deles.

Toda vez que você ouve a voz do Senhor por meio de seus líderes e aceita o chamado com uma fé viva e determinada, tudo lhe irá bem.

Eu sei que o Senhor o está chamando para servir missão. Sua parte é somente dizer: “Sim!”, como em 1 Néfi 3:7, e o bispo vai ajudá-lo.

Read Full Post »

Older Posts »